Comprar e Vender Ouro

Toda a informação necessária sobre esta prática comercial
 
 
 

Ouro Usado

Quase de certeza que já deve ter reparado na crescente abertura de lojas que compram ouro usado e para ter uma noção mais correcta de como este negócio vai de vento em poupa, segundo dados estatísticos, as empresas que compra ouro usado duplicaram no espaço de dois anos, muito devido a crescente crise que temos assistido na Europa e principalmente em países como Portugal e como a Grécia.

O número de peças de ouro vendidas com registo nos últimos dois anos diminui de 2800 para perto de 2400, mas a prova do dobro das empresas de compra de ouro usado é o número de retalhistas registados, de 208 para 466, mais do que o dobro.

Vários analistas e profissionais do ramo do ouro e da joelharia mostram-se descontentes com esta “moda” das empresas que permitem comprar e vender ouro, já que muitos não têm formação para tal e estragam o negócio, com a promessa de que o ouro usado vai valer dinheiro e só porque nesta altura, ter ouro é um bom investimento tendo em conta a sua valorização futura.

Quanto vale o Ouro Usado?


Esta é uma pergunta a qual não existe resposta cerca. O ouro actualmente está um pouco acima dos 30 euros, considerado uma grama de ouro fino (pode ver ao certo na página de Preço e Cotação do Ouro) mas este valor é aleatório no negócio de compra de ouro usado. Tanto pode ser dado apenas 70%/80% do valor como pode ser até triplicado, o que como já referimos, poderá parecer mau negócio mas a valorização do ouro está em crescente valor e parece não querer parar, a par com a crise que se vive.

Na compra de ouro usado existem várias características que têm de ter em conta. Ao comprar ouro usado, o comprador poderá dar dois destinos ao metal precioso, um deles e talvez o mais habitual, é derreter o ouro para ficar no seu estado mais simples e mais fácil de vender. O outro, peças de joelharia onde o ouro é acompanhado por outros metais precioso e ainda têm a vantagem do design da própria peça, podendo encarecer o ouro. Se imaginar uma peça de joelharia com cerca de 100 euros líquidos em ouro, mas com a junção de outro metal precioso e um design moderno ou antigo, conforme os gostos, esta peça poderá facilmente chegar a 4 vezes o seu valor.

Nesta prática existe a expressão de “vender o quadro do artista ao preço da tinta”, que corresponde a vários negócios maus para quem vende o ouro usado, já que o vende apenas ao Preço e Cotação do Ouro na altura ignorando o design da peça.